O que é o teste Oncotype DX® e o que torna ele único?

O teste Oncotype DX Breast Recurrence Score® foi desenvolvido para pacientes com câncer de mama HER2-, RH+ em estágio inicial para:

  • Identificar as pacientes que se beneficiarão da quimioterapia
  • Determinar a magnitude do benefício da quimioterapia
  • Transformar a quimioterapia em um tratamento personalizado

A quimioterapia causa efeitos colaterais de curto e longo prazo que afetam a nível atual e no futuro a saúde, a qualidade de vida, a vida familiar e a vida profissional.1–3 A ampla maioria de pacientes com câncer de mama HER2-, RH+ em estágio inicial não se beneficia de quimioterapia adjuvante.4

O teste Oncotype DX é o único ensaio multigênico que prediz o efeito do tratamento de quimioterapia e o prognóstico do resultado da doença5–13

O teste Oncotype DX é o único exame clinicamente validado que identifica pacientes suscetíveis de se beneficiarem de quimioterapia ou não.5–13

Saiba mais sobre a diferença entre testes prognósticos e de predição.

Predição de benefício da quimioterapia com base em estudos clínicos prospectivos tornam o teste Oncotype DX único

*O TAILORx indicou que a terapia endócrina não foi inferior à terapia quimioendócrina em pacientes com linfonodo negativo com resultados Recurrence Score® de 11 a 25. O RxPONDER indicou que pacientes na pós-menopausa com linfonodo positivo com resultados Recurrence Score® de 0 a 25 não se beneficiam da quimioterapia, enquanto pacientes na pré-menopausa com 1 a 3 linfonodos positivos e resultados RS® de 0 a 25 se beneficiaram significativamente da quimioterapia.

Desenvolvimento do Teste Oncotype DX

O teste Oncotype DX foi desenvolvido para avaliar o benefício de prognóstico e prediz o benefício da quimioterapia (QT) em pacientes com câncer de mama HER2-, RH+ em estágio inicial9. Os genes foram devidamente selecionados e as capacidades de predição do exame foram validadas em estudos clínicos retrospectivos prospectivos de dois braços (comparando Terapia Endócrina (TE) + QT versus TE isolada): o estudo NSABP B-20 para pacientes com doença linfonodo negativo5,13 e o estudo SWOG-8 814 para pacientes com doença linfonodo positivo8. O estudo pivotal TAILORx6 mostrou que TE não é inferior a QT + TE em pacientes com doença linfonodo negativo e resultados Recurrence Score 11 – 25 . Além disso, os resultados iniciais do estudo RxPONDER11 demonstraram que pacientes na pós-menopausa com resultados Recurrence Score 0-25 podem ser poupadas da quimioterapia independentemente dos parâmetros clínico patológicos. Isso apoia pesquisas anteriores que indicam que a maioria das pacientes não se beneficiam da adição de quimioterapia.4

O teste Oncotype DX foi desenvolvido para predizer o benefício da quimioterapia com base em um entendimento único de biologia tumoral9. O teste Oncotype DX quantifica a expressão de 21 genes em tecido tumoral fixo e embebido em parafina usando reação em cadeia da polimerase via transcriptase reversa de alto rendimento em tempo real. Três estudos independentes de câncer de mama foram usados para selecionar o painel de 16 genes relacionados ao câncer e cinco genes de referência que são testados no teste Oncotype DX. Com base nos níveis de expressão dos 21 genes, um resultado Recurrence Score é calculado para cada amostra tumoral.

O teste Oncotype DX revela a biologia tumoral individual com base na medição da expressão de 21 genes9

The Oncotype DX test reveals individual tumour biology based on measuring the expression of 21 genes 5,6,8-10,13

16 Genes Relacionados ao Câncer e 5 Genes de Referência


Quais informações o teste Oncotype DX fornece?

O teste Oncotype DX identifica pacientes que se beneficiarão ou não de quimioterapia adjuvante fornecendo três informações: o resultado Recurrence Score, o risco de recorrência a distância e o benefício estimado da quimioterapia.



O teste Oncotype DX para pacientes com doença linfonodo negativo

Em pacientes com câncer de mama HER2-, RH+ e linfonodo negativo em estágio inicial, estudos incluindo >95.000 pacientes estabeleceram que o teste Oncotype DX identifica consistentemente a grande maioria das pacientes (80%) que podem ser poupadas da quimioterapia e a importante minoria (20%) que se beneficiam substancialmente dela.5,6,9,13–15 Isso inclui o maior estudo clínico prospectivo, randomizado em adjuvância sobre câncer de mama: o estudo pivotal TAILORx, que recrutou mais de 10.000 pacientes.6

Seleção de pacientes usando o teste Oncotype DX em pacientes com linfonodo negativo

a O teste Oncotype DX identifica consistentemente os ∼80% de pacientes com RE+/HER2-/em estágio inicial que podem evitar a quimioterapia e os 20% de pacientes cujas vidas ela pode salvar6,13-16,18-19

Na população de pacientes com câncer de mama HER2-, RH+ em estágio inicial, cerca de 20% de pacientes com doença linfonodo negativo têm resultados Recurrence Score de 26 a 100. Essas pacientes demonstraram auferir benefício substancial da quimioterapia5,8. Pacientes de >50 anos de idade com resultados Recurrence Score de 0 a 25 demonstraram não se beneficiar da quimioterapia e podem abrir mão do ônus e das toxicidades desse tratamento.5-6,8,11 Para pacientes de 50 anos ou menos, algum benefício da quimioterapia pode ser relevante abaixo do resultado Recurrence Score de 25 e deve ser discutido entre o médico responsável pelo tratamento e a paciente.5-6,8,11




O teste Oncotype DX para pacientes com doença linfonodo positivo

A capacidade de predição do teste na doença linfonodo positivo foi validada no estudo clínico prospectivo, retrospectivo de dois braços SWOG-8814 para pacientes na pós-menopausa (comparando Terapia Endócrina (TE) + QT em relação a TE isolada)8. Os resultados iniciais do estudo RxPONDER refinaram ainda as estimativas de benefício da quimioterapia para pacientes com resultados Recurrence Score 0-25 e 1 a 3 linfonodos positivos. Os resultados desses estudos são resumidos no gráfico abaixo. Pacientes na pós-menopausa com um a três linfonodos positivos e resultados Recurrence Score 0-25 não se beneficiaram da quimioterapia em acréscimo à terapia endócrina8,11. Pacientes na pré-menopausa com resultados Recurrence Score 0-25 e 1 a 3 linfonodos positivos derivaram um benefício de quimioterapia de 2,9% em termos de recorrência a distância no primeiro sítio de doença em 5 anos.11


Seleção de pacientes usando o teste Oncotype DX em pacientes com linfonodo positivo

* Benefício de QT expresso em porcentagem com base na probabilidade de recorrência a distância com e sem QT em 5 anos. O benefício de QT é considerado como “nenhum” para um benefício absoluto <1%. O benefício de quimioterapia para pacientes na pré-menopausa N1 com resultados RS® de 26 a 100 não foi formalmente avaliado num estudo aleatorizado. O benefício obtido da quimioterapia foi significativo para resultados RS® de 0 a 13 e de 14 a 25 no estudo RxPONDER e supõe-se que o benefício é substancial para pacientes com resultado RS® de 26 a 100.





Tratamento de orientação com o teste Oncotype DX

Em resumo, graças à evidência clínica abrangente para pacientes com doença linfonodo negativo e linfonodo positivo, o teste Oncotype DX pode ajudar a orientar decisões de tratamento de quimioterapia seguras.




Benefício de QT expresso em porcentagem com base na probabilidade de recorrência a distância com e sem QT; O benefício de quimioterapia é considerado como “nenhum” se o benefício absoluto for <1%;
Pacientes com linfonodo negativo (N0): Foram feitas análises no estudo TAILORx por idade e demonstraram que pacientes com ≤ de 50 anos obtiveram algum benefício clinicamente significativo da QT em 9 anos a partir de um resultado RS® de 16;
Pacientes com linfonodo positivo (N1): Dados do estudo RxPONDER foram analisados de acordo com o status de menopausa e demonstraram que pacientes na pré-menopausa com resultados RS® de 0 a 25 obtiveram, de modo geral, benefício de quimioterapia em 5 anos.
* O benefício de quimioterapia para pacientes na pré-menopausa N1 com resultados RS® de 26 a 100 não foi formalmente avaliado num estudo aleatorizado. O benefício obtido da quimioterapia foi significativo para resultados RS de 0 a 13 e de 14 a 25 no estudo RxPONDER e supõe-se, portanto, que o benefício é substancial para pacientes com resultado RS de 26 a 100.

ABREVIAÇÕES

IA = Inibidor da aromatase
QT, quimioterapia
TE, terapia endócrina
HER2–, receptor tipo 2 do fator de crescimento epidérmico humano negativo
RH+, receptor de hormônio positivo
N+, linfonodo positivo
N0, linfonodo negativo

REFERÊNCIAS
  1. Partridge et al. J Natl Cancer Inst Monogr. 2001.
  2. Friese et al. Cancer. 2017.
  3. Groenvold. Dan Med Bull. 2010.
  4. EBCTCG. Lancet. 2012.
  5. Paik et al. J Clin Oncol. 2006.
  6. Sparano JA et al. N Engl J Med. 2018.
  7. Ballman et al. J Clin Oncol. 2015.
  8. Albain et al. Lancet Oncol. 2010.
  9. Paik et al. N Engl J Med. 2004.
  10. Dowsett M et al. J Clin Oncol. 2010.
  11. Kalinsky et al SABCS 2020.
  12. Nitz et al. Breast Cancer Res Treat. 2017.
  13. Geyer et al. NPJ Breast Cancer. 2018.
  14. Hortobagyi et al. SABCS 2018.
  15. Stemmer et al. St. Gallen Conference. 2019.
  16. Stemmer et al. NPJ Breast Cancer. 2017.
  17. Mamounas et al. NPJ Breast Cancer. 2018.
  18. Petkov et al. Npj Breast Cancer. 2016.
  19. Blohmer et al. ESMO 2017.
  20. Bello et al. Ann Surg Onc. 2018.
  21. Sparano and Paik. J Clin Oncol. 2008.
  22. Sparano et al. N Engl J Med. 2019.
Making cancer care smarter.™