Oncotype DX Breast Recurrence Score

O que é o Oncotype DX® e o que o torna exclusivo?

O teste Oncotype DX Breast Recurrence Score® foi desenvolvido para pacientes com câncer de mama em estádio inicial, RH+, HER2-, para:

  • Identificar com precisão as pacientes que terão benefício da quimioterapia
  • Definir a relevância do benefício da quimioterapia
  • Transformar a quimioterapia em um tratamento individualizado

A quimioterapia causa efeitos colaterais de curto e longo prazo, o que afeta a saúde atual e futura, a qualidade de vida, a vida em família e profissional.1–3 A grande maioria das pacientes com câncer de mama em estádio inicial, RH+, HER2-, não se beneficia da quimioterapia adjuvante.4

O teste Oncotype DX® é o único ensaio multigênico que é tanto preditivo para o efeito do tratamento com quimioterapia, quanto prognóstico para o desfecho da doença5–10

O teste Oncotype DX é o único teste validado para identificar as pacientes com probabilidade ou não de benefício da quimioterapia.5–8

Saiba mais sobre a diferença entre testes prognósticos e preditivos

O teste Oncotype DX® é exclusivo porque é preditivo para o benefício da quimioterapia com base em ensaios clínicos prospectivos

Prediction of chemotherapy benefit based on prospective clinical trials makes the Oncotype DX test unique

*ClinicalTrials.gov código identificação: NCT01272037, totalmente recrutado

Desenvolvimento do teste Oncotype DX®

O teste Oncotype DX foi desenvolvido para avaliar o prognóstico da doença e quantificar os benefícios da quimioterapia (QT) em pacientes com câncer de mama em estádio inicial, RH+, HER2-. Foram selecionados genes adequados e as capacidades preditivas do teste foram avaliadas com base em ensaio clínico prospectivo retrospectivo de dois braços (comparação de QT + terapia endócrina (TE) vs. TE isolada): o ensaio NSABP B-20 (para pacientes linfonodo negativo) e SWOG-8814 (para pacientes linfonodo positivo). Recentemente, o estudo referência TAILORx mostrou que a TE foi não inferior à QT + TE em pacientes com doença linfonodo negativo e resultados Recurrence Score intermediários. Este resultado reforça um estudo anteriorque indicava que a maioria das pacientes não se beneficiava da adição da quimioterapia.

O teste Oncotype DX foi desenvolvido para predizer o benefício da quimioterapia com base em um entendimento único da biologia tumoral. O teste Oncotype DX quantifica a expressão de 21 genes em tecido tumoral fixado e embebido em parafina, através de reação em cadeia da polimerase da transcrição reversa em tempo real.9 Foram usados três estudos independentes do câncer de mama para selecionar o painel de 16 genes relacionados ao câncer e cinco genes de referência,que são testados no ensaio Oncotype DX.9 Com base nos níveis de expressão dos 21 genes, um resultado Recurrence Score é calculado para cada amostra tumoral.9

O teste Oncotype DX® revela a biologia tumoral individual, com base na medição da expressão de 21genes5,6,8-10,13

The Oncotype DX test reveals individual tumour biology based on measuring the expression of 21 genes 5,6,8-10,13

16 genes relacionados ao câncer e 5 genes de referência

Quais informações são fornecidas pelo teste Oncotype DX®?

O teste Oncotype DX identifica pacientes que se beneficiarão ou não da quimioterapia adjuvante, fornecendo três tipos de informação: o resultado Recurrence Score, o risco de recorrência a distância e a média do grupo para o benefício da quimioterapia.

Saiba mais sobre como interpretar os resultados do teste Oncotype DX para pacientes linfonodo negativo e linfonodo positivo

Teste Oncotype DX® para pacientes linfonodo negativo

No caso de pacientes com câncer de mama em estádio inicial, RH+, HER2-, linfonodo negativo, estudos incluindo >85,000 pacientes demonstraram que o teste Oncotype DX identifica de maneira consistente a grande maioria das pacientes (80%) para as quais a quimioterapia pode ser dispensada, e a importante minoria (20%) que terá um benefício considerável do tratamento.5,6,9,13–15,19 Isto inclui o maior ensaio clínico prospectivo, randomizado adjuvante de câncer de mama já realizado: o estudo de referência TAILORx, que envolveu mais de 10,000 pacientes.6,18

Seleção de pacientes usando o teste Oncotype DX® em pacientes linfonodo negativo

Patient selection using the Oncotype DX test in node-negative patients

a Foi comprovado que 80% das pacientes não se beneficiaram da quimioterapia, enquanto, para 20%, a quimioterapia poderia salvar vidas6,13-16,19-21

Saiba mais sobre como reduzir o risco de tratamento excessivo e insuficiente em pacientes linfonodo negativo e pacientes linfonodo positivo.

Teste Oncotype DX® para pacientes linfonodo positivo

A capacidade preditiva do teste na doença linfonodo positivafoi avaliada no ensaio clínico prospectivo retrospectivo de dois braços SWOG-8814 (comparação da QT + terapia endócrina (TE) vs. TE isolada)8. Os resultados deste ensaio estão resumidos no gráfico abaixo. Pacientes com um até três linfonodos positivos e resultados Resultado Recurrence 0-17 demonstraram resultados consistentes excelentes no tratamento com TE isolada.8,10,12,14,16. Observações de casos reais22 sugerem que 60% das pacientes RH+, HER2-com um até três linfonodos positivos, que passaram pelo teste Oncotype DX, tiveram um resultado Recurrence Score 0-17 e, assim, poderiam ser poupadas da quimioterapia.

Seleção de pacientes usando o teste Oncotype DX® em pacientes linfonodo positivo8

Patient Selection using the Oncotype DX test in node-positive patients

Uma grande proporção

das pacientes linfonodo positivo que passaram por testes fora de ensaios clínicos22 apresentam um resultado Recurrence Score de 0-17 e podem passar por tratamento excessivo sem o teste
ABREVIAÇÕES

IA = Inibidor da aromatase
CT = Quimioterapia
TE = Terapia endócrina
HER2– = Receptor do fator de crescimento epidérmico humano tipo 2 negativo
RH+ = Receptor hormonal positivo
N+ = Linfonodo positivo
N0 = Linfonodo negativo
TAM = Tamoxifeno

REFERÊNCIAS
  1. Partridge et al. J Natl Cancer Inst Monogr. 2001.
  2. Friese et al. Cancer. 2017.
  3. Groenvold. Dan Med Bull. 2010.
  4. EBCTCG. Lancet. 2012.
  5. Paik et al. J Clin Oncol. 2006.
  6. Sparano JA et al. N Engl J Med. 2018.
  7. Ballman et al. J Clin Oncol. 2015.
  8. Albain et al. Lancet Oncol. 2010.
  9. Paik et al. N Engl J Med. 2004.
  10. Dowsett M et al. J Clin Oncol. 2010.
  11. RxPONDER, NCT01272037.
  12. Nitz et al. Breast Cancer Res Treat. 2017.
  13. Geyer et al. NPJ Breast Cancer. 2018.
  14. Hortobagyi et al. SABCS 2018.
  15. Stemmer et al. St. Gallen Conference. 2019.
  16. Stemmer et al. NPJ Breast Cancer. 2017.
  17. Mamounas et al. NPJ Breast Cancer. 2018.
  18. Sparano et al. N Engl J Med. 2019.
  19. Sparano et al. N Engl J Med. 2015.
  20. Petkov et al. Npj Breast Cancer. 2016.
  21. Blohmer et al. ESMO 2017.
  22. Bello et al. Ann Surg Onc. 2018.

Contacto

Contato
Making cancer care smarter.™
X

Este site usa cookies. Estes cookies recolhem informações sobre a forma como os visitantes usam um site, por exemplo, quais páginas recebem mais vistas e se são apresentadas mensagens de erro dos sites. Estes cookies não recolhem informações que identifiquem os visitantes. Todas as informações recolhidas por estes cookies são usadas apenas para melhorar o site. Ao continuar a usar este site, o usuário concorda que podemos colocar estes tipos de cookies no seu dispositivo. Para mais informações, por favor leia a nossa política de privacidade.